segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Cerro Corá tem o 26º índice Firjan no RN

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) acaba de anunciar o mais novo relatório do Índice de Desenvolvimento dos Municípios (IFDM), tendo 2009 como ano base. O IFDM foi divulgado pela primeira vez em 2000 e desde 2005 ele vem sendo anunciado anualmente. O relatório de 2011 aponta Cerro Corá como o 26º município dos 167 do Rio Grande do Norte melhor qualificado com um índice geral de 0,6533, o qual leva em conta três variáveis: emprego e renda, educação e saúde.

Cerro Corá só é superado na Região do Seridó, pela ordem, por oito municípios, dos quais Acari é o melhor qualificado, em sexto lugar. Depois se seguem: Ipueira, 10º; Jardim do Seridó, 14°; Santana do Seridó, 16º; São José do Seridó, 17º; Caicó, 20º; Equador, 22°; São João do Sabugi, 25º.

Quando se trata da geração de emprego e renda, Cerro Corá aparece como o 15º município melhor avaliado, mas no quesito educação cai para 56º lugar e no de saúde para 84º lugar.


No índice geral da Firjan, Bodó aparece em 54º lugar, Lagoa Nova, em 122º, enquanto Santana do Matos está em 117º e 131º lugar.


Índice Firjan 2011 – Posições no RN
Município
Posição
IFDM
Emprego
Educação
Saúde
Bodó
54°
0,6252
0,3770
0,7451
0,7535
Cerro Corá
26º
0,6533
0,4632
0,7231
0,7735
Lagoa Nova
122º
0,5716
0,3391
0,6669
0,7087
Santana Matos
117º
0,5745
0,3217
0,6457
0,7561
São Tomé
131º
0,5654
0,3312
0,6680
0,6971
Fonte - Firjan


FDM
Emprego & Renda
Educação
Saúde


Rio Grande do Norte
0,6647
0,5224
0,6956
0,7763

Mediana
0,5996
0,3220
0,6931
0,7735

Máximo
0,8012
0,8819
0,8835
0,9768

Um comentário:

  1. Esses dados foram postados no Blog Cerro Corá News e em seguida postado aqui.

    ResponderExcluir

O QUE É O PROJOVEM ADOLESCENTE?

O ProJovem Adolescente é um serviço de Proteção Social Básica desenvolvido no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e será executado sob a supervisão dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Nestes núcleos serão desenvolvidas atividades que estimulem a convivência familiar e comunitária, que propiciem o desenvolvimento pessoal e social e capacitem o jovem para atuar como agente de transformação e desenvolvimento de sua comunidade, além de sensibilizá-lo e informá-lo sobre o mercado de trabalho. Outra meta do programa é contribuir para a diminuição dos índices de violência entre os jovens, do uso de drogas, da incidência de doenças sexualmente transmissíveis e de gravidez não planejada